Ibeji

IbejiIbeji2

 

Dia da Semana: Domingo

Saudação: Oni Beijada ou Beji Bejada!

Cor: Azul, Rosa e Branco

Planeta: Mercúrio

Símbolos: 2 cabaças

Baralho Cigano: Carta 13 – A Criança

Elemento: Ar

Sincretismo: São Cosme e São Damião

Domínios: Parto, Infância, Amor, União

Data: 27/09

Significado da Saudação: Eles são dois!

 

Ibeji são divindades gêmeas que representam a infância, a ingenuidade, a bondade, a esperança, a amizade, a felicidade, a leveza, a pureza, a alegria de viver e o otimismo. Eles são associados ao princípio da dualidade e sincretizados aos santos católicos Cosme e Damião, que foram médicos e dedicaram suas vidas às crianças pobres. Porém, na Umbanda, a imagem de São Cosme e Damião recebeu mais um irmão, sendo este o menor deles e responsável por compor o trio: Cosme, Damião e Doum.

A falange de Cosme, Damião e Doum está ligada a Linha de Oxalá, também conhecida como Linha de Santo. A ligação com Oxalá tem conexão direta com a brancura, a clareza e a elevação espiritual deste Orixá, pois como a falange de Ibeji é relacionada a tudo o que se inicia e brota, como a nascente de um rio, o germinar das plantas e o nascimento, aí se dá o estreitamento e a ligação com Pai Oxalá.

Outro fator relevante desta ligação, em uma perspectiva do sincretismo com o catolicismo, é a passagem bíblica na qual Jesus diz “Vinde a mim as criancinhas”. Isso nos leva a refletir sobre mantermos a nossa pureza de espírito e termos o desprendimento em nossas ações e atitudes. Desta forma, o trabalho com esta falange nos terreiros é um convite para olharmos a nossa criança interior, para refletirmos sobre as nossas ações hoje e nos questionarmos se diante dos desafios do cotidiano conseguimos nos manter puros em nossas ações e pensamentos.

Entre os domínios de Ibeji estão o parto e a infância. Eles se encarregam de cuidar do bebê até a chegada da adolescência, independente do Orixá que a criança carregue. Eles estão ligados a tudo o que nasce. A falange de Ibeji presta grande auxílio nos trabalhos da Umbanda, pois estes são considerados como grandes desatadores de nós e trabalham auxiliando Caboclos, Pretos Velhos e também os Orixás.

Em uma visão holística, Ibeji está ligado ao elemento ar. Suas cores são azul, rosa e branco. O azul representa tranquilidade, serenidade e harmonia. A cor branca representa paz, pureza e limpeza. Já o rosa, simboliza ternura e ingenuidade. No baralho cigano, os chamados Orixás-criança são simbolizados pela carta 13 – A Criança, que, entre outras coisas, fala das alegrias, do otimismo, do jeito leve de viver e da imaturidade.

Na Umbanda, os rituais de Ibeji são cheios de alegria, harmonia, energia e união – características marcantes dessa divindade, que tem o seu dia comemorado em 27 de setembro. Sua saudação, Beji, Bejada!, significa “Eles são Dois”. Todo médium tem um Ibeji que o acompanha. Este, em geral, é liberado por um dos Orixás (Pai ou Mãe) regentes da coroa do médium. Desta forma, os enviados desta falange são oriundos dos diferentes reinos dos Orixás – da mata, da praia, da cachoeira, da pedreira, do jardim, do oriente, do tempo, etc.

Beji, Beijada!