Oxóssi

Oxóssi é o Orixá da fartura, da prosperidade, da abundância, da expansão do conhecimento e dos horizontes, do sustento, da alimentação, da astúcia, da inteligência. É o grande caçador de almas, senhor das matas, das florestas, dos animais e de tudo que nela habita.

É o rei da nação de Ketu, é o caçador de uma única flecha, amante das artes, diplomático. É o grande curador e o patrono da falange dos Caboclos. Está ligado ao elemento terra; na astrologia, relaciona-se com o planeta Mercúrio. O dia da semana de seu ritual é a quinta-feira. Na Umbanda, sua cor é o verde, relacionada à esperança, à cura e às matas, podendo haver conjugação com outras cores mediante ao entrecruzamento vibratório com outro Orixá. Por exemplo, as cores verde e vermelho, associada ao Caboclo Rompe Mato, que trabalha sob a irradiação de Pai Ogum.
É sincretizado como São Sebastião, no dia 20/1, no Rio de Janeiro; já na Bahia, é associado a São Jorge.

Na mitologia nagô iorubá, é filho de Iemanjá, é marido de Oxum e pai de Logun Edé. Oxóssi também é conhecido como Odé, que significa caçador, e um dos principais símbolos de Oxóssi é o ofá, o seu arco e flecha. Suas oferendas são à base de frutas, milho, amendoim, abóbora e outros legumes, vinho tinto, anis, cerveja, suco de frutas, charuto, ervas, sementes etc.
Ervas: Alecrim, Erva da Jurema, Erva Bugre, Guiné, Cipó Caboclo, Mangueira, Arruda, Samambaia, Elevante, Rosa Branca, Jurubeba.
Cristal: Quartzo Verde
Saudação: Okê Arô = O rei que fala mais alto ou o Grande Caçador.
Flores: Flor do Campo e palmas coloridas.
Essência: Alecrim